HOME | PREVISÃO | ALERTA REDES | FOTOS | VÍDEOS | BOLETINS | CAMS AO VIVO | RESSACÃO | NOTÍCIAS | CONTATO

QUIKSILVER PRO NA OZ
Voltar  Home  Imprimir esta página   14/03/2018


A cobra tá fumando na Gold Coast australiana com o circo da World Tour WSL, onde homens e mulheres se digladiam em prol de dólares, fama, e bons pontos para o ranking de 2018. Snapper Rocks tem andado meio devagar durante a competição, suas condições variáveis com o fundo mexido e ondas horas boas e horas muito ruins, além de muita correnteza e ventos conforme o horário do dia. Coisa essa que tem influenciado bastante no surf da novíssima geração que fabrica as ondas. Grandes baixas temos assistido: como campeões mundiais, sendo escovados por estreantes, wildcards e demais colegas do mar. O ianque Colapinto derrubou João João, agora tirou Joel Parko e vai para o tudo ou nada com Bourez. Fique ligado que ele é do team da Quick. Já o wildcard Mike Wright, derrubou João João e depois Medina, antes de cair frente a Toledo. Da brasucada temos dentro das quartas de finais e bem vivos ainda, Filipe Toledo, Tomas Hermes que imprimiu bom ritmo apesar das ondas e vai encarar seu colega Toledo. Temos também Michael Rodrigues, outro quebrador que evoluiu muito no game e tem pela frente Juliano Wilsons. Bem, para as semi já temos um nome que vai ser revelado logo, ou dois, aguardemos. SURF FEMININO DO ROXY. As meninas já estão nas semi-finais e podem apontar a sua campeã já nesta quinta feira assim como os homens conforme o swell alinhar. A ianque Lakey Peterson e a hawaiiana Malia Manuel na primeira. Na segunda as aussies Sally Fitzgibbons e Keely Andrew. Seja positivo e fique ligado no ONDAS DO SUL. Por Castro Pereira Fotos WSL


  

Voltar       Home        

Copyright by Xandão e Pitol.net
Websul Ondas do Sul